Projeto Ducati Memorabilia

Peças originais de motos de competição tornam-se artigos de colecionador, com a Ducati e a Ducati Corse a lançarem o projeto Memorabilia.

 

Colecionar peças originais das motos que competem nos campeonatos de MotoGP e SBK tem sido o sonho de muitos Ducatisti… um sonho que agora se torna realidade.

 

A partir de dezembro de 2019, o projeto Ducati Memorabilia dará aos fãs do construtor de Bolonha a oportunidade de adquirir peças certificadas usadas em anos recentes pelos pilotos das equipas de MotoGP e de SBK. O primeiro lote de componentes oficiais Ducati consiste em bielas, cambotas, árvores de cames e pistões, todos as peças certificadas pessoalmente por Claudio Domenicali e Gigi Dall’Igna. Para salientar ainda mais a sua originalidade e caráter único, todas as peças são acompanhadas por uma descrição técnica e informação sobre o respetivo piloto e temporada de campeonato mundial.

 

 

Os artigos de Memorabilia podem ser adquiridos na Ducati Store em Borgo Panigale, nos concessionários Ducati a partir de 2020, e também online em www.ducati.com. Cada peça está protegida por uma caixa de exposição em plexiglass e vem com um certificado de autenticidade.

 

A disponibilidade é limitada, tornando esta numa oportunidade a não perder, por parte dos Ducatisti e outros entusiastas do motociclismo, de serem orgulhosos proprietários de Memorabilia desmodrómica.

Red Christmas Ducati

Que melhor presente para este Natal que uma Ducati ou Ducati Scrambler novinha em folha!

 

Visita o teu Vendedor Autorizado Ducati mais próximo e descobre as impressionantes promoções que preparámos para este fim de ano: 850€ nas Scrambler e Multistrada 950! 1000€ nas Hypermotard e Diavel 1260! E chegam a 1200€ em toda a gama Monster e MTS1260!

Esta campanha é válida até 31 de dezembro de 2019.

Características Garantia 4Ever Multistrada

Criada para satisfazer o desejo de viajar sem restrições ou fronteiras, a Multistrada está pronta para expandir os seus horizontes de liberdade.

Agora, a Ducati oferece-lhe uma garantia de 4 anos para todos os modelos da gama Multistrada com a garantia 4Ever Multistrada.

Uma série de testes cada vez mais rigorosos e prolongados melhoraram os processos de produção, e avançadas simulações numéricas incrementaram a fiabilidade dos modelos 1260 e 950 ao patamar mais elevado de sempre.

Uma garantia sem fronteiras que a Ducati pode oferecer graças ao sólido crescimento da sua rede de concessionários. Uma equipa constantemente treinada para cuidar da sua Ducati com o mesmo cuidado que ela recebe quando é desenhada e montada em Borgo Panigale.

 

Características 4Ever Multistrada

4 anos de garantia
4Ever Multistrada é a garantia de 4 anos disponível para todos os modelos Multistrada. Comparada com a garantia padrão de 24 meses, já oferecida pela Ducati nas motos novas, acrescenta outros 24 meses de cobertura.

 

Tudo incluído
A garantia adicional de 2 anos é livre de encargos e está incluída no preço da moto.

 

Sem limite de quilometragem
Não existe limite de quilometragem.

 

Assistência em Viagem incluída
A assistência em viagem está incluída para toda a duração da garantia adicional nos países onde este serviço está disponível e nas mesmas condições contratuais da Garantia Ducati padrão (24 meses). Uma condição essencial é o cumprimento com a manutenção programada na rede autorizada de concessionários Ducati.

 

Todos os modelos Multistrada incluídos
4Ever Multistrada é válido para todos os modelos Multistrada 950 e Multistrada 1260 a partir de novembro de 2019.

 

Data de início do programa
4Ever Multistrada está disponível para motos com uma data de ativação de garantia a partir de 1 de novembro de 2019 (visível no certificado de garantia emitido pelo concessionário quando da venda)

 

Duração da garantia adicional
Os 2 anos de garantia adicional começam no dia após o final da Garantia Ducati (24 meses), ou seja, do 25º ao 48º mês.

 

Peças cobertas pela garantia
Durante os 2 anos adicionais, a garantia cobre todo o veículo contra quaisquer defeitos de fabrico (excluindo-se todas as peças de desgaste, defeitos estéticos, bateria e acessórios).

 

Manutenção programada
A garantia 4Ever Multistrada é válida apenas se a manutenção programada for levada a cabo como planeado durante toda a duração da garantia (48 meses). Os serviços de manutenção programada devem ser levados a cabo rigorosamente de acordo com as operações especificadas na tabela de manutenção programada para o modelo coberto pela garantia.
Por favor recorde-se que cada intervenção efetuada pela rede autorizada de concessionários Ducati é registada com o instrumento de diagnóstico, para certificar que a moto foi intervencionada corretamente.

 

Países onde a 4Ever Multistrada está disponível
4Ever Multistrada está disponível para todas as motos Multistrada adquiridas em concessionários Ducati autorizados nos seguintes países: Albânia, Alemanha, Andorra, Áustria, Bélgica, Bósnia, Bulgária, Croácia, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Kosovo, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macedónia, Malta, Mónaco, Montenegro, Noruega, Polónia, Portugal, São Marino, Reino Unido, República Checa, Sérvia, Suécia, Suíça.

 

Este website contém apenas um resumo dos conteúdos da garantia 4Ever Multistrada, cujas características estão totalmente detalhadas no contrato de garantia emitido pelo concessionário quando da compra da moto coberta pela garantia.

 

REDE DE CONCESSIONÁRIOS
Contacta com o teu concessionário

 

Encontra o concessionário mais próximo e pergunta sobre todas as informações necessárias para adquirir e fazer a manutenção da tua moto.
ENCONTRA UM CONCESSIONÁRIO

 

Escolhe a tua Multistrada e começa a tua aventura!

Ducati Streetfighter V4 eleita a ‘Moto Mais Bela na EICMA 2019!

A Ducati vence pela décima vez nas quinze edições deste prestigiado prémio, com 36.7% dos votantes a declararem a nova super-naked da Ducati como sendo a ‘rainha’ do Salão.

A Ducati Streetfighter V4 foi eleita a “Moto Mais Bela do Salão” na EICMA 2019, a mais importante feira de negócios do sector. O veredito foi decretado pelo público em geral, que participou em grande número, enchendo os pavilhões da Feira Internacional de Milão-Rho nos cinco dias em que esteve patente, através de uma votação efetuada no Salão ou online.

 

A competição “Vota e ganha a moto mais bela do Salão”, organizada pela revista italiana Motociclismo, em colaboração com a EICMA, atingiu este ano a sua décima quinta edição, e para a Ducati esta foi a décima vitória. Mais de 14.500 entusiastas expressaram a sua preferência e a Streetfighter V4 foi a moto mais votada, tanto pelos visitantes da Feira como pelos utilizadores do site da Motociclismo. A nova Super-Naked da Ducati arrecadou o primeiro lugar com 36.7% dos votos e uma considerável vantagem sobre a moto colocada em segundo lugar.

 

A revelação dos votos recebidos teve lugar no domingo 10 de novembro, o último dia do Salão, e foi seguida por uma cerimónia oficial no palco exterior do Moto Live, na presença de Giacomo Casartelli, Diretor Executivo da EICMA, e do Diretor da Motociclismo, Federico Aliverti, que apresentaram este prestigiado galardão.

 

O prémio para a marca de Borgo Panigale foi entregue a Andrea Ferraresi, o Diretor do Centro de Design da Ducati: “Estamos particularmente orgulhosos de receber este prémio numa competição em que todos os fabricantes participam com os seus modelos principais e com o público em geral da EICMA, a mais importante feira de motociclismo do Mundo, que elegeu a Streetfighter V4 como a mais bela.”

 

A cerimónia da “Moto Mais Bela do Salão” foi o ato final de uma intensa semana de exposição e eventos, que viram mais de meio milhão de visitantes passarem pela EICMA, um acréscimo comparativamente a 2018, confirmando os sinais positivos de recuperação para o sector das motos.

 

Logo desde o primeiro dia de abertura o público encheu o stand da Ducati. Primeira entre três motos totalmente novas apresentadas estava a Streetfighter V4, a super-naked com guiador largo e elevado, 178 kg de peso, motor Desmosedici Stradale de 1.103 cc com 208 cv, asas biplano e um pacote eletrónico de última geração. O resultado desta “The Fight Formula” é uma naked Ducati extrema, moderna e tecnológica, com um design e agressivo e excitante. Uma moto que não faz nada para esconder as suas prestações de topo, mas que garante prazer e diversão mesmo num uso diário.

 

Para além desta “rainha” do Salão tivemos a completamente renovada Panigale V2 e a versão 2020 da Panigale V4, a moto desportiva mais vendida em todo o Mundo nos últimos dois anos.

 

Cinco novas versões também foram introduzidas para 2020: a Multistrada 1260 S Grand Tour, a Diavel 1260 na nova cor “Dark Stealth” e a Diavel 1260 S em “Ducati Red”, a Monster 1200 “Black on Black” e, finalmente, a Scrambler Icon Dark. Interesse a grande aclamação também rodearam as duas concept bike Scrambler DesertX e Scrambler Motard, que polarizaram a atenção do público, bem como as três novas Ebikes apresentadas pela companhia de Borgo Panigale em colaboração com a Thok: a exclusiva MIG-RR Limited Edition, a MIG-S e a E-Scrambler.

Ducati Scrambler na EICMA 2019 com uma nova versão e duas ‘concept’

A 77ª edição da EICMA, a Exposição Internacional da Bicicleta e da Moto, encontra-se agora a pleno vapor: todos os anos, entusiastas e operadores do mercado encontram-se aqui vindo de todo o Mundo, para ver em primeira mão as tendências e os modelos para a nova temporada.

 

Os mais recentes lançamentos, concept bikes, música ao vivo e uma atmosfera cativante: tudo isto está disponível na Land of Joy da Ducati Scrambler, no Pavilhão 15, stand 20. Os destaques da área “amarela” são, sem qualquer dúvida, as duas novas ‘concept’ desenhadas pela Scrambler® Brand Unit e produzidas pelo Centro Stile Ducati, apresentadas aos fãs de todo o Mundo pela primeira vez na EICMA – um testemunho dos valores fulcrais da marca que são a livre expressão e a customização.

 

A concept “Motard” é uma evolução estilística da Scrambler 800. Inspirada pelas supermotard da década de 1980, é uma derivação em estilo de competição da Scrambler Desert Sled. Vem equipada com pneus slick com rasgos SCR para uso em estrada. A placa de número dianteira é desenhada com a forma da icónica ótica da Scrambler. O novo depósito de combustível em chapa de metal escovado está situado sob duas tampas que realçam o seu formato em gota.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O outro modelo de evolução da Ducati Scrambler foi batizado como “DesertX” e foi inspirado pelos icónicos modelos de competição dos anos ’90 em rally raids como o Paris-Dakar. O seu estilo ‘retro-tech’ funcional, combinado com o design de linhas limpas, tornam-na numa concept bike intemporal e sempre atual.

 

 

Uma nova versão da Ducati Scrambler também está sob os holofotes na EICMA – projetada para refletir a natureza essencial desta moto icónica: duas rodas, guiador largo, um motor de desenho simples e muita diversão. Batizada Ducati Scrambler Icon Dark, é o modelo de entrada na gama “800”. Contando com a característica cor “Matt Black” no depósito de guarda-lamas, este modelo é o ponto de partida perfeito para a criação de veículos personalizados, escolhendo a partir dos muitos acessórios originais disponíveis no mundo Scrambler.

A Ducati Scrambler Icon Dark junta-se à Ducati Scrambler Icon e às versões Full Throttle, Desert Sled e Café Racer. As gamas Scrambler 800 e 1100 estão expostas na EICMA 2019 com todos os modelos equipados com acessórios da linha original, bem como as duas concepts “Notard” e DesertX”.

 

 

O press kit completo com todas as fotos e informação detalhada sobre os produtos da Gama Ducati 2020 está disponível em mediahouse.ducati.com.

A Black Friday Ducati está de volta!

De 1 a 30 de novembro, oferecemos uma bonificação de 1250 € em toda a gama Ducati e Ducati Scrambler 2019. E não só!

 

Na Ducati celebramos a Black Friday em grande! Um mês completo com 1.250 € de bonificação direta em toda a nossa gama 2019. Tão simples como isto!

 

De 1 a 30 de novembro, todas as Ducati e Ducati Scrambler da gama 2019 beneficiam de 1.250€ de bonificação direta.
Como se isto fosse pouco, durante todo mês de novembro também te retiramos o valor do IVA em acessórios originais Ducati Performance.

 

Dirige-te a um concessionário oficial para aproveitar esta grande oportunidade!

 

 

Streetfighter V4: #TheFightFormula

Com a nova Streetfighter V4, a Ducati regressa ao mundo das motos naked de elevada performance com a naked de maiores prestações de todo o panorama motociclístico.

 

A base de partida para a Streetfighter V4 é a Panigale V4: uma Panigale despida das suas carenagens e equipada com um guiador elevado. É um conceito simples, mas cativante, que resulta numa nova naked Ducati extrema, elevando as emoções a novas fasquias sempre que sai para a estrada.
A minimalista ótica full-LED captura perfeitamente o espírito da Streetfighter V4: remetendo-nos para a zona frontal da Panigale V4, ela evoca igualmente a expressão do Joker (o personagem de banda desenhada que serviu de inspiração ao designer desta nova naked). O autêntico design Ducati é também evidente na DRL em forma de V, que já encontramos na Panigale V4 e na SuperSport.

 

Na Streetfighter, o quadro Front Frame e o motor Desmosedici Stradale têm papel de protagonistas, sendo deixados tanto quanto possível à vista. Só parcialmente coberta por superestruturas que foram reduzidas ao seu mínimo, as suas linhas afiladas criam um conjunto limpo e essencial. A zona frontal baixa e agressiva flui desde o depósito de combustível, dando à Streetfighter a imagem de um predador pronto a saltar sobre a presa. Tal como exige a cultura streetfighter, os avanços foram substituídos por um guiador largo e em posição elevada, que, em conjunto com a posição moderada dos poisa-pés, torna a posição de condução desportiva mas ágil, perfeita para atacar a estrada.

 

Um design tão poderoso não poderia ser senão combinado com um motor potente como o Desmosedici Stradale de 1103 cc na versão de 208 cv: uma potência impressionante para uma naked, mas com um mapa do motor específico que permite desfrutar com facilidade e confiança do seu desempenho em estrada. O motor – combinado com um peso em ordem de marcha de 199 kg (na versão S) – coloca a relação peso/potência num valor de 1.04. As prestações podem crescer ainda mais montando um escape full-racing Ducati Performance by Akrapovič, que aumenta a potência e o binário em 6% e reduz o peso em 6 kg.

 

A exuberante performance da Streetfighter V4 é mantida sob controlo por uma eletrónica sofisticada, trazida diretamente da Panigale V4, e pelas asas em configuração ‘biplano’ desenvolvidas pelos técnicos de aerodinâmica da Ducati Corse. Colocadas numa posição adiantada para maximizar o seu efeito, as asas geram 28 kg de carga aerodinâmica a 270 km/h, reduzindo o “flutuar” da roda dianteira a alta velocidade e a tendência desta para se elevar. Também aumentam a estabilidade nas fases de travagem, entrada em curva e durante a trajetória em curva. Este comportamento dinâmico infunde confiança em estrada, enquanto que, em pista, limita a intervenção dos controlos eletrónicos e permite travar mais tarde, introduzindo grandes benefícios a nível de prestações.

 

O pacote eletrónico de última geração da Streetfighter V4 assenta sobre a Unidade de Medição Inercial de 6 eixos (6D IMU), que deteta de forma instantânea os ângulos verticais, longitudinais e laterais de movimento da moto no espaço. Os controlos eletrónicos supervisionam todas as fases da condução: alguns gerem o arranque, aceleração e travagem, outros controlam a tração, enquanto outros ainda dão a sua assistência durante as curvas e à saída destas.

 

Uma versão S da Streetfighter V4 está também disponível. Esta encontra-se equipada com jantes forjadas Marchesini e suspensões Öhlins de comando eletrónico (forquilha NIX30 com bainhas de 43 mm e amortecedor TTX36), bem como amortecedor de direção. Estas fazem uso do sistema Öhlins Smart EC 2.0 que, para além de aproveitar todo o potencial da plataforma inercial, proporciona uma interface mais intuitiva ao piloto.

 

Mais informações AQUI:

 

Principais características de série – StreetFighter V4

 

Cor Ducati Red com quadro cinzento escuro e jantes negras, guarda-lamas da frente Ducati Red
Motor Desmosedici Stradale, 1.103 cc
Quadro Front frame
Depósito de combustível de 16 litros, em alumínio, com extensão sob o assento
Forquilha Showa Big Piston Fork (BPF) de 43 mm, totalmente regulável
Monoamortecedor Sachs, totalmente regulável
Amortecedor de direção Sachs
Sistema de travagem com pinças monobloco Brembo Stylema®
Pneus Pirelli Diablo Rosso Corsa II (traseiro 200/60)
Asas com configuração ‘Biplano’
Pacote eletrónico de última geração com Unidade de Medição Inercial de 6 eixos (6D IMU): ABS Cornering EVO; Ducati Traction Control (DTC) EVO 2; Ducati Slide Control (DSC); Ducati Wheelie Control (DWC) EVO; Ducati Power Launch (DPL); Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2; Engine Brake Control (EBC) EVO
Teclas para troca rápida de níveis
Ecrã Full-TFT de 5”
Riding Modes (Race, Sport, Street)
Ótica Full-LED com DRL
Configuração biposto
Pré-instalação para Ducati Data Analyser+ GPS (DDA+ GPS) e Ducati Multimedia System (DMS)

Streetfighter V4 S – Principais características de série como na Streetfighter V4, exceto:

 

Cor Ducati Red com quadro cinzento escuro e jantes negras, guarda-lamas da frente negro
Ducati Electronic Suspension (DES) EVO
Forquilha Öhlins NIX-30 com sistema de controlo Öhlins Smart EC 2.0
Amortecedor Öhlins TTX 36 com sistema de controlo Öhlins Smart EC 2.0
Amortecedor de direção Öhlins com sistema de controlo Öhlins Smart EC 2.0
Jantes Marchesini em alumínio forjado

Panigale V4 MY2020: apurar a linhagem

A versão 2020 da Panigale V4 aumenta ainda mais a sua performance e eleva a condução em pista ao patamar seguinte, tanto para os amadores como para os ‘pros’. Uma série de refinamentos tornam a condução ainda mais fácil e intuitiva, simultaneamente tornando a moto mais rápida, não só em voltas individuais, mas ao longo de sessões cronometradas inteiras.

 

Os engenheiros da Ducati e da Ducati Corse digeriram o feedback e os dados de clientes de todo o Mundo e recolhidos nas provas do Mundial de Superbike, e as suas análises conduziram a uma série de alterações a nível da aerodinâmica, ciclística, controlo eletrónico e mudanças nos mapas de motor, comandados pelo Ride-by-Wire.

 

A Panigale V4 está agora equipada com conteúdo originário da V4 R: conjunto aerodinâmico, o quadro Front Frame e as novas estratégias do DTC e DQS up/down EVO 2. Graças à nova estratégia de ‘previsão’, o Ducati Traction Control (DTC) EVO 2 melhora significativamente o controlo da potência à saída da curva; o Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2, por seu lado, reduz o tempo nas passagens de caixa para cima, permitindo que estas sejam mais desportivas em altos regimes (mais de 10.000 rpm) e aumentando a estabilidade das trocas de caixa em acelerações agressivas e em curva.

 

Para refinar o equilíbrio geral da moto, efetuaram-se alterações nas regulações da suspensão, focadas em redefinir a rigidez das suspensões, bem como na altura do centro de gravidade e no ângulo de ataque da corrente de transmissão. O resultado é uma moto mais fácil de inserir em curva, que chega mais rapidamente ao apex da curva, absorve com maior eficácia quaisquer irregularidades do piso e se comporta de forma mais neutra à saída da curva.

 

Para 2020, a moto conta com mapas especialmente desenvolvidos do sistema Ride-by-Wire, com várias lógicas de controlo da entrega de binário. Mapas de RbW dedicados ao uso em pista asseguram um alinhamento mais próximo entre as solicitações do piloto e o binário disponibilizado, resultando numa resposta à abertura do acelerador mais fácil e previsível. A nova estratégia de controlo da entrega de binário permite ao piloto estabilizar mais facilmente a abertura desejada do acelerador durante e à saída das curvas. Adicionalmente, a linearidade das curvas de binário nas mudanças I, II e II varia de acordo com o Power Mode selecionado, de modo a minimizar as perdas de estabilidade durante a aceleração.

 

O motor da Panigale V4 é o Desmosedici Stradale de 1.103 cc: um V4 a 90º derivado do MotoGP com distribuição Desmodrómica, um motor único, com cambota contrarrotante e ordem de ignição Twin Pulse. Este motor disponibiliza 214 cv às 13.000 rpm e tem um binário máximo de 12,6 kgm às 10.000 rpm, permitindo uma utilização em estrada extremamente agradável.

 

A Panigale V4 conta com um pacote eletrónico de última geração. Baseado na plataforma inercial de 6 eixos, conta com comandos projetados para gerirem todos os aspetos da condução. A versão S está equipada com controlo eletrónico Öhlins, com recurso à segunda geração do sistema Öhlins Smart EC (Electronic Control), que explora todo o potencial da plataforma inercial.

 

Mais informações AQUI:

 

Principais características de série – Panigale V4

Cor Ducati Red com quadro cinzento escuro e jantes negras
Conjunto aerodinâmico by Ducati Corse
Motor Desmosedici Stradale de 1.103 cc
Nova lógica de gestão da solicitação de binário pelo condutor
Quadro Front Frame com espeficiações Ducati Corse
Sub-quadro frontal em magnésio
Forquilha Showa Big Piston Fork (BPF) de 43 mm, com nova taragem
Amortecedor Sachs totalmente regulável, com nova taragem
Amortecedor de direção Sachs
Pacote eletrónico de última geração com plataforma inercial de 6 eixos: ABS Cornering EVO; Ducati Traction Control (DTC) EVO 2; Ducati Slide Control (DSC); Ducati Wheelie Control (DWC) EVO; Ducati Power Launch (DPL); Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2; Engine Brake Control (EBC) EVO
Teclas para mudança rápida de nível
Riding Modes (Race, Sport, Street)
Depósito de combustível em alumínio com 16 litros
Ecrã Full-TFT de 5”
Ótica full-LED com DRL
Assento com logótipo “V4”
Configuração de dois lugares fornecida
Sistema de travagem com pinça monobloco Brembo Stylema®
Pneus Pirelli Diablo Supercorsa SP (traseiro 200/60)
Pré-instalação para Ducati Data Analyser+ GPS (DDA+ GPS), Ducati Lap Timer GPS (DLT GPS) e Ducati Multimedia System (DMS)

Panigale V4 S – Principal equipamento de série como na Panigale V4 exceto:

 

Cor Ducati Red com quadro cinzento escuro e jantes negras
Suspensões e amortecedor de direção com sistema Öhlins Smart EC 2.0
Forquilha Öhlins NIX-30 com nova taragem
Amortecedor Öhlins TTX 36 com nova taragem
Amortecedor de direção Öhlins
Jantes de alumínio forjado Marchesini em ‘total black’
Bateria de iões de lítio
Punhos desportivos

Panigale V2: uma herança renovada

A Panigale bicilíndrica foi profundamente renovada, sendo rebatizada Panigale V2. A desportiva bicilíndrica da marca de Bolonha assume uma estética totalmente nova, uma eletrónica refinada e uma melhor performance desportiva, ao mesmo tempo que torna a condução em estrada mais agradável e fácil que nunca. O seu nome comunica aos entusiastas das bicilíndricas de Borgo Panigale que este modelo está equipado com o motor Superquadro de 955 cc, o V2 mais sofisticado e desportivo de toda a gama Ducati.

 

A ampla carenagem envolve suavemente o quadro monocoque, evidenciando as dimensões contidas do motor bicilíndrico Superquadro de modo a criar uma moto que é visualmente mais compacta e menos intimidante que a Panigale V4. Outro elemento chave da imagem da nova Panigale V2 é o monobraço oscilante e o novo escape com uma saída lateral e um silenciador extremamente compacto colocado sob o motor. As linhas limpas, típicas das superbike Ducati, são realçadas pela tradicional decoração em Ducati Red com jantes negras.
Graças às alterações na ciclística, combinadas com os novos pneus Pirelli Diablo Rosso Corsa II, a Panigale V2 é mais intuitiva, ágil e divertida de conduzir, para além de um revisto set-up das suspensões que aumenta o conforto na utilização em estrada.

 

Agora cumprindo com a norma Euro 5, o motor Superquadro de 955 cc disponibiliza ainda mais potência (+5 cv) e binário (+2 Nm). Com uma potência máxima de 155 cv às 10.750 rpm e um binário máximo de 104 Nm às 9.000 rpm, o Superquadro Euro 5 permanece fiel à sua natureza: um motor tão fácil de utilizar em estrada como potente – mas sempre sob controlo – em pista.
Mesmo com este aumento de prestações, os principais intervalos de manutenção permanecem inalterados: verificação da folga das válvulas a cada 24.000 km e revisões a cada 12.000 km ou 12 meses.

 

O completo pacote eletrónico de vanguarda – baseado na plataforma inercial de 6 eixos – também não deixa ao utilizador qualquer dúvida de que a Panigale V2 conta com o mesmo ADN das desportivas de topo de gama. O novo pacote eletrónico eleva os padrões de segurança ativa e controlo dinâmico ao acrescentar a função ‘cornering’ ao ABS, incrementando também o quickshift, que agora inclui as reduções, e incluindo o controlo de tração, controlo de travão-motor e controlo de ‘wheelies’.

Como seria de esperar, todos os controlos são integrados nos três Riding Modes (Race, Sport e Street) e podem ser regulados através painel de instrumentos com ecrã TFT de 4’3’’ a cores.

 

Mais informações AQUI

 

Principais características de série – Panigale V2

 

Cor Ducati Red com jantes negras
Novo design
Motor Superquadro de 955 com homologação Euro 5
Escape com uma saída lateral e silenciador sob o motor
Quadro monocoque em alumínio
Monobraço oscilante em alumínio
Forquilha totalmente regulável Showa Big Piston Fork (BPF) de 43 mm
Amortecedor Sachs totalmente regulável
Amortecedor de direção Sachs
Pacote de eletrónica com Unidade de Medição Inercial de 6 eixos (6D IMU): ABS Cornering EVO; Ducati Traction Control (DTC) EVO 2; Ducati Wheelie Control (DWC) EVO; Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2; Engine Brake Control (EBC) EVO
Riding Modes (Race, Sport, Street)
Depósito de combustível em aço com 17 litros
Ecrã a cores full-TFT de 4.3”
Ótica full-LED com DRL
Configuração de dois lugares
Sistema de travagem com pinças monobloco Brembo M4.32
Jantes com novo desenho de 5 braços
Pneus Pirelli Diablo Rosso Corsa II (traseiro 180/60)
Pré-instalação para: Ducati Lap Timer GPS (DLT GPS), Ducati Multimedia System (DMS), Ducati Data Analyser+ GPS (DDA+ GPS)

Multistrada 1260 S Grand Tour: até ao fim do Mundo!

A família Multistrada 2020 tem um novo membro: a Grand Tour, uma versão especial da 1260 S, especificamente desenhada para aqueles que querem devorar quilómetros com o máximo conforto.

 

Tornando a Multistrada 1260 S Grand Tour imediatamente reconhecível encontramos um esquema de cores específico que combina o elegante cinzento-mate Sandstone Grey com o vermelho Ducati Red nos detalhes das jantes e da carenagem. Igualmente distintivo é o quadro pintado de vermelho – que contrasta perfeitamente com a superestrutura cinzenta – e um grande logótipo ‘tom sobre tom’ da 1260 com o S vermelho gravado na zona lateral da moto.

 

Tal como o nome sugere, a Multistrada 1260 S Grand Tour foi projetada para grandes viagens e conta com descanso central, malas laterais e um assento específico com o logótipo Grand Tour. Para manter mesmo os mais exigentes aventureiros confortáveis, a Grand Tour surge com punhos aquecidos, luzes LED adicionais, tampão de combustível ‘hands free’ e um sensor de monitorização da pressão dos pneus que transmite dados permanentemente ao ecrã do painel de instrumentos.

 

O motor Ducati Testastretta DVT (Desmodromic Variable Timing) de 1262 cc e 158 cv e os quatro Riding Modes tornam a Multistrada 1260 S Grand Tour perfeita, tanto para as deslocações do dia a dia como no papel de uma fiável turística, mesmo em aventuras de longo curso com passageiro e bagagem. De facto, com 85% do binário do bicilíndrico Testastretta DVT já disponível às 3.500 rpm, os condutores têm toda a resposta de que precisam.

Para tudo isto contribui ainda um pacote eletrónico de série sem rival na sua categoria: uma plataforma IMU a unidade de comando com informação vital sobre a atitude e velocidade da moto de modo a assegurar um funcionamento ideal do ABS Cornering, das luzes Cornering Lights (DCL) integradas no grupo ótico full-LED e do Ducati Wheelie Control (DWC). Também de série na Multistrada 1260 S Grand Tour é o Vehicle Hold Control (VHC) e o sistema de suspensão semi-ativa Ducati Skyhook Suspension (DSS).

 

Mais informações AQUI

 

Principais características de série – Multistrada 1260 S Grand Tour

 

Cor: Sandstone Grey com detalhes em Ducati Red, quadro vermelho e jantes negras com detalhes em Ducati Red
Motor Ducati Testastretta DVT de 1262 cc
Unidade de Medição Inercial (IMU)
Sistema de travagem Brembo com ABS 9.1 ME Cornering
Discos dianteiros de 330 mm com pinças radiais Brembo M50 de 4 pistões
Cruise control eletrónico
Ducati Multimedia System (DMS)
Riding Modes
Ride-by-Wire, Power Modes (PM)
Ducati Wheelie Control (DWC)
Ducati Traction Control (DTC)
Ducati Quick Shift (DQS) Up&Down
Vehicle Hold Control (VHC)
Assento do condutor regulável em altura
Suspensão eletrónica semi-ativa (dianteira e traseira) Ducati Skyhook Suspension (DSS) Evolution
Ótica full LED com Ducati Cornering Lights (DCL)
Painel de instrumentos com ecrã a cores full-TFT de 5”
Malas laterais
Assento dedicado com logótipo Grand Tour
Descanso central
Punhos aquecidos
Luzes LED adicionais
Tampão de combustível com sistema Hands Free
Sistema de monitorização da pressão dos pneus (TPMS)