A essência vermelha

A herança das desportivas bicilíndricas de Borgo Panigale é assegurada pela Panigale V2, equipada com o motor bicilíndrico Superquadro de 955 cc e 155 cv.

Panigale V2
Potência
155 cv (114 kW) i
Binário
104 Nm i
Segurança e Técnica
Cornering ABS EVO, DTC EVO2, EBC
Preço
17.795 € i

Panigale V2

A Panigale bicilíndrica foi profundamente renovada. Rebatizada Panigale V2, assume uma estética totalmente nova, uma eletrónica refinada graças à utilização da Plataforma Inercial e, devido ao assento mais confortável para o condutor e ao set-up revisto das suspensões, oferece uma melhor performance desportiva ao mesmo tempo que torna a condução em estrada mais agradável e fácil que nunca.

O seu nome comunica aos entusiastas das bicilíndricas de Borgo Panigale que este modelo está equipado com o motor Superquadro de 955 cc, o V2 mais sofisticado e desportivo de toda a gama Ducati.

  • Design
  • Motor
  • Ergonomia e ciclística
  • Eletrónica
  • Acessórios

A fusão perfeita de potência e elegância

A nova Panigale V2 é uma moto robusta mas compacta, com um desenho de linhas limpas e bem definidas que transmitem potência sem comprometer a clássica elegância das superdesportivas Ducati.
A Panigale V2 conta com um monobraço oscilante em alumínio, imagem de marca das desportivas de topo da Ducati. A ampla carenagem evidencia o motor Superquadro (mais pequeno, comparativamente ao Desmosedici Stradale), criando uma moto que é visivelmente mais esguia e menos intimidante que a Panigale V4.

 

Superquadro: o bicilíndrico Ducati

O Motor bicilíndrico Superquadro de 955 cc cumpre com as normas Euro 5. Comparativamente ao motor da 959 Panigale, disponibiliza mais 5 cv de potência e 2 Nm de binário máximo. Também está equipada com um novo e compacto silenciador, situado sob o motor.

Com uma potência máxima de 155 cv às 10.750 rpm e um binário de 104 Nm às 9.000 rpm, este bicilíndrico entrega a potência de modo suave e agradável na estrada, mantendo-se poderoso – mas sempre sob controlo – em pista.

Quadro monocoque

Em comparação com a 959 Panigale, a Panigale V2 conta com uma ergonomia evoluída para melhorar o conforto. O novo assento permite ao condutor maior amplitude de movimento longitudinal e aumenta o conforto graças ao novo estofo. A posição dos poisa-pés, por seu lado, permanece inalterada.

O quadro da Panigale V2 é constituído por uma compacta e reforçada estrutura monocoque em alumínio fundido que utiliza o motor Superquadro como elemento portante. Fixo diretamente às cabeças do motor, o quadro monocoque inclina-se para a frente para albergar os rolamentos de direção, contidos em duas buchas de alumínio. Para além de funcionar como quadro, o monocoque age como caixa de ar; contém não só o filtro de ar, mas também os corpos de injeção e o circuito de alimentação, incluindo os injetores, sendo selado pela zona inferior do depósito de combustível em aço.

A geometria da dianteira conta com um ângulo da coluna de 24º e um trail de 95 mm. Na traseira, por seu lado, o duplo braço oscilante foi substituído por um sofisticado monobraço totalmente em alumínio fundido. A moto tem uma distância entre eixos de 1.436 mm e a distribuição de peso é de 52% à frente e 48% atrás.

A melhor tecnologia e eletrónica

A Panigale V2 conta com um moderno pacote eletrónico baseado na plataforma inercial de 6 eixos que que deteta instantaneamente os ângulos verticais, longitudinais e laterais de movimento da moto.

O novo pacote eletrónico eleva os padrões de segurança ativa e controlo dinâmico ao acrescentar a função ‘cornering’ ao ABS, incrementando também o quickshift, que agora inclui as reduções, e englobando o controlo de tração, controlo de travão-motor e controlo de ‘wheelies’.

Como seria de esperar, todos os controlos são integrados nos três Riding Modes (Race, Sport e Street) e podem ser regulados através painel de instrumentos com ecrã TFT de 4’3’’ a cores. Contando com um grafismo intuitivo para a interface de navegação nos menus, ajustar as definições e identificar o Riding Mode selecionado não poderia ser mais fácil.

Escape completo Evolution em titânio

Entre os acessórios disponíveis para a Panigale V2, pontifica este escape Akrapovič elaborado especificamente para a Panigale. Trata-se do mais avançado sistema completo de escape desportivo disponível no mercado. Cada secção do sistema é produzida numa liga especial de titânio, com juntas soldadas por intermédio de TIG (Tungsten Inert Gas), extremamente leve e resistente a altas temperaturas e permitindo reduzir o peso. Uma vez instalado, o escape Evolution aumenta significativamente a já impressionante relação peso/potência da Panigale, para uma aceleração de tirar o fôlego.

 

  • Panigale V2

Panigale V2

Equipamento de série

Inclui pacote de eletrónica com Unidade de Medição Inercial de 6 eixos: ABS Cornering EVO; Ducati Traction Control (DTC) EVO 2; Ducati Wheelie Control (DWC) EVO; Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2; Engine Brake Control (EBC) EVO, Riding Modes. Ecrã a cores full-TFT de 4.3”, Ótica full-LED com DRL

Vestuário

  • Panigale V2
Altura do assento
840 mm
Distância entre eixos
1436 mm
CILINDRADA
955 cc
Potência
155 cv (114 kW) / 10.750 rpm
Binário
104 Nm / 9.000 rpm
Peso a seco
176 kg
Altura do assento
840 mm
Equipamento de segurança
Cornering ABS EVO, DTC (Ducati Traction Control) EVO 2, Ducati Wheelie Control (DWC) EVO, Riding Modes, Power Modes, EBC (Engine Brake Control), auto-calibragem dos pneus
Regulação das válvulas (KM)
24.000 km

Especificações
Técnicas