Panigale V4 MY2020: apurar a linhagem

Panigale V4 MY2020: apurar a linhagem

A versão 2020 da Panigale V4 aumenta ainda mais a sua performance e eleva a condução em pista ao patamar seguinte, tanto para os amadores como para os ‘pros’. Uma série de refinamentos tornam a condução ainda mais fácil e intuitiva, simultaneamente tornando a moto mais rápida, não só em voltas individuais, mas ao longo de sessões cronometradas inteiras.

 

Os engenheiros da Ducati e da Ducati Corse digeriram o feedback e os dados de clientes de todo o Mundo e recolhidos nas provas do Mundial de Superbike, e as suas análises conduziram a uma série de alterações a nível da aerodinâmica, ciclística, controlo eletrónico e mudanças nos mapas de motor, comandados pelo Ride-by-Wire.

 

A Panigale V4 está agora equipada com conteúdo originário da V4 R: conjunto aerodinâmico, o quadro Front Frame e as novas estratégias do DTC e DQS up/down EVO 2. Graças à nova estratégia de ‘previsão’, o Ducati Traction Control (DTC) EVO 2 melhora significativamente o controlo da potência à saída da curva; o Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2, por seu lado, reduz o tempo nas passagens de caixa para cima, permitindo que estas sejam mais desportivas em altos regimes (mais de 10.000 rpm) e aumentando a estabilidade das trocas de caixa em acelerações agressivas e em curva.

 

Para refinar o equilíbrio geral da moto, efetuaram-se alterações nas regulações da suspensão, focadas em redefinir a rigidez das suspensões, bem como na altura do centro de gravidade e no ângulo de ataque da corrente de transmissão. O resultado é uma moto mais fácil de inserir em curva, que chega mais rapidamente ao apex da curva, absorve com maior eficácia quaisquer irregularidades do piso e se comporta de forma mais neutra à saída da curva.

 

Para 2020, a moto conta com mapas especialmente desenvolvidos do sistema Ride-by-Wire, com várias lógicas de controlo da entrega de binário. Mapas de RbW dedicados ao uso em pista asseguram um alinhamento mais próximo entre as solicitações do piloto e o binário disponibilizado, resultando numa resposta à abertura do acelerador mais fácil e previsível. A nova estratégia de controlo da entrega de binário permite ao piloto estabilizar mais facilmente a abertura desejada do acelerador durante e à saída das curvas. Adicionalmente, a linearidade das curvas de binário nas mudanças I, II e II varia de acordo com o Power Mode selecionado, de modo a minimizar as perdas de estabilidade durante a aceleração.

 

O motor da Panigale V4 é o Desmosedici Stradale de 1.103 cc: um V4 a 90º derivado do MotoGP com distribuição Desmodrómica, um motor único, com cambota contrarrotante e ordem de ignição Twin Pulse. Este motor disponibiliza 214 cv às 13.000 rpm e tem um binário máximo de 12,6 kgm às 10.000 rpm, permitindo uma utilização em estrada extremamente agradável.

 

A Panigale V4 conta com um pacote eletrónico de última geração. Baseado na plataforma inercial de 6 eixos, conta com comandos projetados para gerirem todos os aspetos da condução. A versão S está equipada com controlo eletrónico Öhlins, com recurso à segunda geração do sistema Öhlins Smart EC (Electronic Control), que explora todo o potencial da plataforma inercial.

 

Mais informações AQUI:

 

Principais características de série – Panigale V4

Cor Ducati Red com quadro cinzento escuro e jantes negras
Conjunto aerodinâmico by Ducati Corse
Motor Desmosedici Stradale de 1.103 cc
Nova lógica de gestão da solicitação de binário pelo condutor
Quadro Front Frame com espeficiações Ducati Corse
Sub-quadro frontal em magnésio
Forquilha Showa Big Piston Fork (BPF) de 43 mm, com nova taragem
Amortecedor Sachs totalmente regulável, com nova taragem
Amortecedor de direção Sachs
Pacote eletrónico de última geração com plataforma inercial de 6 eixos: ABS Cornering EVO; Ducati Traction Control (DTC) EVO 2; Ducati Slide Control (DSC); Ducati Wheelie Control (DWC) EVO; Ducati Power Launch (DPL); Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2; Engine Brake Control (EBC) EVO
Teclas para mudança rápida de nível
Riding Modes (Race, Sport, Street)
Depósito de combustível em alumínio com 16 litros
Ecrã Full-TFT de 5”
Ótica full-LED com DRL
Assento com logótipo “V4”
Configuração de dois lugares fornecida
Sistema de travagem com pinça monobloco Brembo Stylema®
Pneus Pirelli Diablo Supercorsa SP (traseiro 200/60)
Pré-instalação para Ducati Data Analyser+ GPS (DDA+ GPS), Ducati Lap Timer GPS (DLT GPS) e Ducati Multimedia System (DMS)

Panigale V4 S – Principal equipamento de série como na Panigale V4 exceto:

 

Cor Ducati Red com quadro cinzento escuro e jantes negras
Suspensões e amortecedor de direção com sistema Öhlins Smart EC 2.0
Forquilha Öhlins NIX-30 com nova taragem
Amortecedor Öhlins TTX 36 com nova taragem
Amortecedor de direção Öhlins
Jantes de alumínio forjado Marchesini em ‘total black’
Bateria de iões de lítio
Punhos desportivos